segunda-feira, 4 de maio de 2009

Rir de coisas simples

Uma das coisas que eu estou aprendendo esse ano é a rir mais, e não ficar olhando pras coisas como se elas fossem bobas ou sem graça, ou com um humor que não é pra mim... Isso é chato e preconceituoso e, partindo da ideia de que rir é sempre bom, eu decidi me esforçar para levar as coisas menos a sério.

Rir de filmes tontinhos, de situações engraçadas, de gestos espontâneos, de coisas normais que as pessoas que eu gosto falam...

Essa última, das pessoas, é a que tem me atingido mais. Eu tenho pequenos encantamentos diários com as pessoas que eu gosto, quando elas fazem gracinhas ou falam qualquer coisa que passaria batido, mas que eu percebo e fico feliz...

Como quando a Nani imitou o Éden tocando piano, ou um cantor gospel
Como quando a Joana respondeu "Paciência..." a um "Ele é feio mas é gente boa..."
Como quando a Alice disse, com biquinho de indignada, "Fui perseguida por um mendigo!"
Como quando o Rê defendeu sua sopa "Essa tá muito boa, tem de tudo!"
Como quando a Gabi me olha e diz "Oi fêlinda!"
Como quando minha mãe disse "Vai que a gente espalha que o cara morreu e ele tá vivo... (pausa) Já pensou que legal? x]"
Ou quando o Rafa gritava "Quero desceeeeeeer!!" enquanto eu quase explodia o carro do meu pai...


=D

4 comentários:

Lidia Zuin disse...

Frejat já dizia "mas que rir de tudo é desespero"

reflitäok

Alice disse...

repudio vc rir do morador de rua me stalking

Dindi disse...

eu ia fazer o mesmo comentário da Lidia. cu.

mas enfim, rir é bom. e bem-vinda ao meu mundo... pqe eu choro de rir tooodo o santo dia com as piadas e situações mais simples

p.s: siiim, voltay a postar uhsauhsau

Joana Burd disse...

Eu ando precisando rir das coisas bestas nesses últimos tempos...
esse post já ajudou! =DD