quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Meu papai noel mais lindo

Há uns quatro anos, na época do Natal, eu saí em busca de uma imagem natalina fofa pra colocar no meu orkut/fotolog/sei lá mais o que... Claro, eu tinha 14 anos e o espírito natalino bombava no meu coraçãozinho...

Depois de procurar muito (óóó...) e achar coisas bizarras tipo





... eu acabei quase desistindo de achar um papai noel que representasse tudo o que eu queria, que mostrasse o que era, de fato, o meu natal. Isso me deixou arrasada, eu quase fugi de casa e por pouco não cometi suicídio.

Hahaha, mentira. Eu na verdade só procurei mais um pouquinho até que encontrei ele, o meu papai noel mais lindo, gordinho e fofo - como todo santa deve ser... E desde então, ano após ano, ele enfeita meus natais e me dá a verdadeira sensação de que, uau, mais um ano já terminou.


No mais, bom... Feliz Natal, mundão ão ão :)




r e n o v a ç ã o

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Um ano de sonhos

Hoje faz um ano que este pequenino, lindo, forte e gorducho blog nasceu.

Durante o ano um montão de coisa mudou (ou não).

É praticamente Natal, um ano agitadíssimo tá dando seus últimos tchaus, um monte de saudade se aloja dentro de mim e ainda tem toda a esperança de um 2009 absurdo.

Absurdo na vontade, no sorriso, na felicidade, na determinação, na luta, na vitória, na conquista, na realização e, claro, nos sonhos.

Sempre eles, sempre os sonhos.
Meus sonhos, seus, nossos...
Cada vez maiores, mais firmes, mais lindos
E MAIS FELIZES.


quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

stupid...

stupid shiny volvo owner

sábado, 6 de dezembro de 2008

Life's changing?

Tudo muda, ainda bem.

Nas horas em que eu tenho que fazer aquelas decisões cruciais, acabo sempre pensando no dia-a-dia mesmo, na dificuldade do cotidianão. Tudo vai sempre ter seu lado ruim, isso me deixa chateada, mas eu sei que é assim mesmo. Eu escolhi ouvir quem sabe mais, quem entende mais, daquilo que eu sei pouco ainda.. a vida, ida ida ida.

E vamos seguir acreditando no que a minha mãe diz:

O QUE É DO HOMEM O BICHO NÃO COME

:)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

O Pagador de Promessas - Dias Gomes

(...)

Entram os capoeiristas conduzindo primeiro uma tenda de pano já armada e em seguida um colchão de molas. Na tenda, há um letreiro: Oferta da Casa da Lona. No colchão há outro: Gentileza da Loja Sonho Azul. Com enorme espanto de Zé-do-Burro e Rosa, eles colocam a barraca no meio da praça e o colchão dentro da barraca.

REPÓRTER
Fomos aos nossos clientes e eles se dispuseram prontamente a colaborar conosco.

Entra o Fotógrafo trazendo uma mesinha e um aparelho de rádio de pilha, que coloca também na barraca.

ZÉ (Surpreso)
O senhor trouxe essas coisas... pra nós?

REPÓRTER
Bem julgamos que um pouco de conforto durante esses dias não reduzirá também o valor de sua promessa. Além disso, segunda-feira, depois da entrada triunfal na igreja, o senhor percorrerá a cidade em carro aberto, com batedores, num percurso que irá daqui até a redação do nosso jornal. De lá irá ao Palácio do Governo, onde será recebido pelo Governador. (Zé vai dizer qualquer coisa e ele o interrompe) Já sei: vai dizer que se o vigário de Santa Bárbara não o deixar entrar em sua igreja, o Governador vai também lhe bater com a porta na cara. Não se preocupe. Já estamos mexendo os pausinhos. E se o senhor puder dizer uma palavrinha a favor do candidato oficial nas próximas eleições, estará tudo arranjado.

ROSA
Por favor, leve tudo isso daqui. Nós estamos de partida.

REPÓRTER
De partida? Não, não pode ser... isso seria um desastre para mim... O jornal já fez despesas... já compramos foguetes, contratamos uma banda de música para a volta...

ROSA
A volta vai ser hoje mesmo.

REPÓRTER
Hoje?! Mas não dá tempo!... Não está nada preparado... O que é que a senhora pensa? Que é assim tão simples organizar uma promoção de venda? É muito fácil pegar uma cruz jogar nas costas e andar sete léguas. Mas um jornal é uma coisa muito complexa. Mobilizar todos os departamentos para dar cobertura... e depois, eu já lhe disse, amanhã é domingo, não tem jornal!

ROSA (Irritando-se)
E qual é o meu?! Que se dane o seu jornal! Eu quero é ir embora daqui! O Zé tem razão, vocês todos querem ajudar, ajudar... ajudam mais é a desgraçar a vida da gente.




haheiaoihehoiaheuoahehaoheahuha

Pressa?

Pensando bem, "ir com calma" quase sempre é burrice. E uma burrice bem da sem graça. Não sei, pode ser sinal de maturidade, amadurecimento, blá blá blation... Mas qual a graça de traçar um objetivo pra alcançá-lo no modo "deixa a vida me levar"? Ah, fala sério.. O legal de se planejar coisas é vê-las acontecendo, se desenhando, aparecendo, mesmo que aos poucos - aí sim - nas nossas vidas. Porque também não dá pra querer, infelizmente, que nossos sonhos se tornem realidade de um segundo pro outro. Mas dá pra batalhar pra que eles virem reais. O que é infame é ficar esperando o momento certo pra começar a correr atrás da vida.

Bah, é muito chato ficar pensando em deixar pra depois, deixar mais pra frente, só lá pro futuro. Nós jovens somos imediatistas? Temos necessidade de viver, de fazer acontecer, de achar que já tá "tarde demais"? SIM! E faz todo o sentido do mundo! Eu quero ser feliz agora, e não só ficar planejando minha felicidade futura. Acho que a galere adultona fica inconformada porque, na verdade, eles não percebem que a gente só começa a querer ficar criando "segurança e estabilidade" pro futuro quando vamos ficando mais velhos. Aí que tá o problema, gatos: o futuro dos mais velhos já chegou. O futuro deles já é o presente que eles vivem, hellooo (a là Terça Insana)! Então, inconscientemente inconformados, eles fazem de tudo, dão mil cambalhotas e escalam o Everest pra cuidar no nosso futuro, pra fazer com que a gente queira cuidar do amanhã, cuidar da estabilidade, cuidar da grana no banco, cuidar da profissão segura... Chato. Ok, eu sei que é com boa vontade.. Mas se eles tentassem ver o mundo das nossas vidas com os nossos olhos talvez simplificassem muito mais as coisas. Pra eles e, UFA, pra nós.

Sinceramente? Posso me arrepender disso daqui há uns anos, mas eu não tô muito preocupada se vou ser rica ou pobre, se vou morrar num palácio ou numa calçada qualquer. Me importa o agora, porque eu acho que é o meu agora que vai construir o meu depois. Se eu não tiver tesão (com ênfase!) no que eu faço hoje, em como vivo hoje, meu amanhã vai ser brochante, sem graça, mecânico... Tá na cara.


Vou começar a ser feliz, por completo, agora, nesse minuto, nesse instante, JÁ!
EU TENHO PRESSA

domingo, 30 de novembro de 2008

Cásper Times

Na sexta-feira terminou meu primeiro ano de faculdade, e fazendo um balanço geral...

... A Cásper não me deu o curso da minha vida, as matérias da minha vida ou a vontade de fazer jornalismo e blá blá blátion... Mas isso eu meio que já sabia que ia acontecer. A verdade é que nos corredores (e arredores) da Av. Paulista, 900 eu conheci gente que fez do meu ano um dos mais especiais e movimentados (ok, com certeza O mais movimentado) da minha vida...

Lá eu ganhei uma melhor amiga que tem multi-talentos artísticos e é a pessoa mais gracinha, delicada e goiana que eu já conheci; um melhor amigo que é meio que anjinho, que me ensinou muita coisa, e que eu amo de um jeito que não cabe em mim, mesmo quando ele faz comentários sobre a minha pochete; uma irmã menor louquinha de pedra, que tem um sorriso lindo e ama vampiros; um irmão mais velho que é fofo, é sensível e me dá caronas sensacionais; um amigo-irmão que é demais³ de um jeito que só alguém da baixada santista consegue ser; três anjinhas lindas, tipo as meninas super-poderosas, onde a loira é top glamorous 100% princess, a ruiva é algo que não dá pra explicar com palavras - acho que ela talvez não exista de verdade, e a morena.. é a dona do país das maravilhas mais linda, fofa, acolhedora e admirável do mundo; tem também uma louca (aloka) que dizem ser um travesti que nasceu mulher - e eu me arrependo a cada segundo de não ter começado a ser amiga dela logo no primeiro minuto das aulas; a fofa que se tornou muito querida, e que eu sei que vai conseguir o que quer (as orelhinhas do mickey vão ser suas ano que vem, eu tenho certeza!); aquele que me deu os momentos mais constrastantes do ano, e que sete meses (!) de uma distância sofrida me fizeram ver que segundas-chances (escreve assim?) fazem (muito) bem ao coração; fora outras muitas pessoas lindas que me ajudaram a escrever esse ano cheio de risadas, confusões, descobertas (ui) e momentos legais.

Foi isso que fez tudo valer a pena.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Loucamente perto, igualmente longe

Hoje eu fui conhecer o Teatro Escola Célia Helena, e depois a Escola de Atores do Wolf Maya. Acho que os meus olhinhos nunca devem ter brilhado tanto!

Os dois lugares são lindos demais, demais! Me senti ali, dando um passo em busca dos meus sonhos... Mas não, meus sonhos até estão por ali, mas 600 reais por mês me separam deles. SEISCENTOS!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

E o teatro...

Não tem como, nunca vou gostar de outra coisa na minha vida. Pelo menos nessa, não.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

It's not over tonight, Adam

Preciso dizer que domingo foi um dos dias-ápice da minha vida. Ver o Maroon 5 era um daqueles sonhos longínquos que eu achei que estava looonge de se tornar realidade. Era o show que eu mais queria ver, da banda que eu mais gostava.

Aí, deu a louca em todos os músicos esse ano e todo mundo resolveu vir fazer show no Brasil, incluindo eles (L). Preciso dizer que eu quase morri quando li no jornal que eles vinham? Que dei cambalhotas de felicidade quando comprei meu ingresso pra área vip? /loko

Bom, fato é que depois de muuuitos dias em contagem regressiva, eeeeeis que chega 9 de novembro.

Foi lindo. Muito, muito, muito. Os cinco caras são demais, mandam muito bem, e fizeram com que eu tivesse as duas horas mais extasiadas da minha pequenina vida. hahaha :3 Sério, o Adam Levine é a definição exata da perfeição. Eu ficava meio sem entender que realmente tava ali, a meio metro dele, ouvindo ele cantar todas as músicas que eu já tinha escutado milhões de vezes sem cansar...

Mas o que eu mais esperava ouvir só viria no fim. Eu sabia que quando ele começasse a cantar Beauty queen of only eighteen... eu ia ter um treco. Tipo, O treco. Nenhuma música significa mais na minha vida que She Will Be Loved. É tipo a minha trilha sonora desde milênios. E quando começou, eu surtei, de verdade mesmo. O cara que tava na minha frente me deixou entrar na frente dele e eu fiquei colada na grade, e foi como se aquela música inteira estivesse sendo tocada só pra mim. Foi lindo, tipo aqueles momentos magia que parece que nem aconteceram de tão significativos.

No fim, além de tudo, ainda peguei - no chão, enquanto todo mundo se engalfinhava - a palheta do James Valentine, linda, linda, linda /loko³. Não tenho nem como falar mais de quanto foi demais essa noite. A noite.

(ainda teve a companhia da linda da Mari, que me fazia morrer de ansiedade, me alimentou, me abrigou e ainda me produziu - "sério mari, você manda muito bem nisso.. tô até me sentindo bonita!")

ADAM, (L) volta logo pelamordedeus




ps.: como se não bastasse ter visto o Maroon no domingo, ainda vi o Fernando Meirelles na terça. Jesus realmente me ama.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

O2 Filmes (e mais...)

Fernando Meirelles e Paulo Morelli se formaram em arquitetura. Ainda estudantes realizaram seus primeiros vídeos experimentais e se destacaram no meio. No início dos anos 1980, junto com alguns amigos, formaram a produtora Olhar Eletrônico, que ajudou a arejar, de forma criativa, a TV no Brasil durante os anos 80.

O grupo passou dez anos produzindo uma série de programas para várias emissoras, como Antenas, 23ª Hora, Crig Rá!, O Mundo no Ar, entre outros, com destaque para TV Mix (na TV Gazeta). Da televisão migrou para o cinema publicitário e, com a saída de alguns sócios, a produtora independente se tornou a O2 Filmes.

Hoje, a O2 Filmes é a maior produtora do Brasil. No mercado desde 1991, a O2 trabalha com as principais agências brasileiras e presta serviços de produção para o mercado internacional, além de uma vasta produção de conteúdo.

Já entregou mais de 8.300 peças publicitárias, produziu sete longas metragens ("Domésticas", "Cidade de Deus" - duas indicações ao Oscar em 2004 -, "Viva Voz", "Contra Todos", "Antonia", "El Bano del Papa" e "Journey Into The End of The Night"), oito curtas, além de séries para a Rede Globo (como "Cidade dos Homens") e HBO, dezenas de vídeo-clipes, documentários e produções internacionais. Com 14 diretores fixos, produz em média 400 comerciais por ano e se prepara a produção de mais longas metragem e duas séries para a televisão.

Os sócios da O2 Filmes são os diretores Fernando Meirelles e Paulo Morelli, e a produtora Andrea Barata Ribeiro. Já receberam os mais diversos prêmios, como Cannes Lions, Clio Awards, e é a maior vencedora do Prêmio Profissionais do Ano, promovido pela Rede Globo.

Fonte: O2 Filmes


--


Ator
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nas artes cênicas, um ator (feminino: atriz) é a pessoa que cria, interpreta e representa uma ação dramática baseando-se em textos, estímulos visuais, sonoros e outros, previamente concebidos por um autor ou criados através de improvisações individuais ou coletivas; utiliza-se de recursos vocais, corporais e emocionais, apreendidos ou intuídos, com o objetivo de transmitir ao espectador o conjunto de ideias e ações dramáticas propostas; atua em locais onde se apresentam espetáculos de diversões públicas e/ou nos demais veículos de comunicação.

Jornalismo
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jornalismo é a atividade profissional que consiste em lidar com notícias, dados factuais e divulgação de informações. Também define-se o Jornalismo como a prática de coletar, redigir, editar e publicar informações sobre eventos atuais. Jornalismo é uma atividade de Comunicação.
Ao profissional desta área dá-se o nome de jornalista. O jornalista pode atuar em várias áreas ou veículos de imprensa, como jornais, revistas, televisão, rádio, websites, weblogs, assessorias de imprensa, entre muitos outros.

Confusão
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Confusão é o estado de uma pessoa que não consegue se concentrar corretamente, ou está realizando erroneamente os atos. Também é o termo utilizado para definir uma relação interpessoal caótica.

Sonhos
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nota: Se procura o doce, consulte Bola de Berlim.
O sonho é uma experiência que possui significados distintos se for ampliado um debate que envolva religião, ciência e cultura. Os sonhos seriam uma demonstração da realidade do inconsciente. Sendo estudados corretamente pode-se descrever, ou melhor, conhecer o momento psicológico do indivíduo, fazendo uma analogia séria como uma "fotografia" do inconsciente. Por isso, o sonho sempre demonstra aspectos da vida emocional. Os sonhos têm uma linguagem própria.

Realidade
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Realidade (do latim realitas isto é, "coisa") significa em uso comum "tudo o que existe". Realidade significa a propriedade do que é real. Aquilo que é, que existe. O atributo do existente.
O real é tido como aquilo que existe, fora da mente.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Muito e quase nada

Uau, parece que faz muito tempo que eu não posto aqui!
Deve ter só umas duas semanas, mas parece mais pra mim.. Eu sempre entro aqui, penso em postar, clico na barrinha pra fazer logout na minha conta do google (sim, a anta tem uma conta pro orkut e outra pro blog... e só dá pra entrar com uma de cada vez).. Mas aí me dá uma preguiça federal.. não de postar, mas de organizar na minha cabeça o que eu vou postar...

Porque eu tenho um monte de histórias pra contar, e acabo não sabendo sobre qual escrever... A saga do meu TCC de primeiro ano de faculdade, o meu sono atrasado em três anos e meio, o domingo passeando com a minha irmã na paulista - e as feirinhas que vi pela primeira vez por aqui -, o meu stress na minha primeira votação, as milhões de entrevistas de estágio que apareceram só nessa semana (e que acabaram todas sendo deixadas pra lá), a minha doença incurável por chocolate - que eu não consigo controlaaar, MEU DEUS! -, a minha contagem regressiva pro show do Maroon 5 (DEZ, DEZ DIAS!), as férias que eu desejo loucamente que cheguem rápido, ou sei lá mais o que..

O que sei é que, no fim, vou acabar não falando de nada disso, porque acabei já contando tudo... :P

O que importa:
Amanhã é sexta, e sexta-feira means CASA (L) e uma semana a menos pras férias!

sábado, 18 de outubro de 2008

Um pouco de tudo

Eu tava (tô) meio sem saber o que postar, então vou falar um pouco de tudo o que aconteceu desde o último post:

teve o dia das crianças, que foi bem divertido - com coisas ruins, obviamente, porque nada nunca é perfeito :/... mas tomei café da manhã na padaria com os meus irmãos, comi coisas de criança, fui no circo e vi filmes...

passei a semana inteira sem comer chocolate

agradeci pelo calor delicioso que fez

fui no parque ibirapuera com a ali e foi uma delícia

fui no cinema a noite com o fê e com a vivy e também foi uma delícia

dormi. muito.

rezei pra que as férias cheguem logo

descobri um sorvete que não tem açúcar nem gordura e tem 33 calorias. E sim, é uma delícia.

não sei mais o que eu fiz.
acho que nada, parece que eu não faço nada :/

ah! li uma matéria que diz que eu "penso gordo". valeu!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Pequenas reviravoltas diárias

Programação inicial para a noite de ontem, 8/10:

18h: Sair da faculdade depois de uma tarde inteira fazendo uma monografia
19h: Jantar: salada de frutas
20h: Voltar a fazer a monografia
?h: Parar de fazer a monografia porque não consegue mais manter os olhos abertos e ir dormir


Mudando o dia em 5 minutos:

16h30: Joana ganha 2 ingressos para assistir ao show do McFly, mas tarde, no Via Funchal.
16h35: Joana me convida para ir ver o show com ela (!)
17h: Fernanda correndo feito louca pela Paulista para chegar no pensionato e arrumar as coisas
18h10: Fernanda espera Joana no metrô Santa Cruz
18h50: Joana está parada no trânsito
19h15: Se encontram no shopping Santa Cruz
20h: Depois de comerem e passearem, vão ao encontro da pequena Alice
21h: Já no Via Funchal, elas entram no show (!) e só aí acreditam naquela doideira
21h30: Show 8)
22h50: O show termina, depois delas se divertirem muito
23h50: Chegam na casa da Alice e todas, ainda meio atônitas, agradecem o dia divertido (L)

carááácolis :3


ok, mas eu ainda preciso fazer a monografia (Y)





(obs.: DEUS, POSSO SER A GRAZI? comofaz, fábio assunção, ricardo pereira [!] E cauã reymond?!)

sábado, 4 de outubro de 2008

You may say I'm a dreamer...

... but I'm not the only one.


eu sei que não sou a única!





não consigo pensar em como o maior sonho da minha vida pode não dar certo sendo que eu quero TANTO que ele aconteça. Quero, mentalizo, desejo, sonho, planejo, sofro, choro...

não tem como não dar certo. vai dar certo.


quem sabe só então que toda essa chuva vai parar de cair
tanto a que cai lá fora (tá forte, tá grossa, tá feia) e a que cai dentro de mim.
PRECISO DE UM ARCO-ÍRIS, urgente.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

25 de março e afins

Depois do post sem noção sobre as cantadas (que eu copiei de um blog, aliás. Porque minha criatividade não seria tão vasta e nem minha paciência pra pensar essas coisas seria tão grande), aí vão notinhas sobre a minha nada mole vida (... everybody dance now!):

1. terminou a semana de provas. Deus é bom.
2. viva o politeísmo!
3. não aguento mais mandar currículos... e não quero ser estagiária de jornalismo =/ mas pelo meu teatro, vale
4. estou com uma compulsão por chocolate (não é brincadeira nem exagero. eu devo estar com problema mesmo, de verdade. tô um pouco com medo de mim =/)
5. mas estou trabalhando no item acima, entrei para o movimento!
6. hoje os meninos me deram um muffin de blueberry (L), já tentando me tirar do movimento!
7. balada com o papai no fim de semana? iée!
8. a bruxa está à (tem essa crase?) solta (I mean it, tomem cuidado)
9. assistam ALICE!
9. vi meus tios de vitória! e vale falar mais sobre:

hoje passei a tarde na vinte e cinco de março. Adooooro, é muito legal e divertido. Não fui no mercadão dessa vez :/ - ainda bem, senão iria morrer de vontade de comer os docinhos que vendem por quilo e aquele lanche de mortadela divino... - mas sempre me divirto, e hoje fui com os meus tios que vieram lá de vitória fazer compras :D Comprei um perfume que eu queria muito por quinze reais (eles vendem por quarenta o/) e um lenço que eu queria maaaais ainda (que na paulista tá cem pilas ¬¬) por dezoito reais =D... suuuper antropológico

a 25 é muito legal meu.. quero mais mais mais, me levem pros outros pechinchódromos (inventandopalavras/on) de são paulo, por favor!

obs.: vou dormir daqui a pouco, tipo umas 9 horas! acho que faz mil e setecentos anos que eu não conseguia fazer isso... boa noite :3

domingo, 28 de setembro de 2008

Cantadas infames?

Eis as respostas, amiguinhas!


Nossa, não sabia que boneca andava!
Já eu não sabia que cachorro falava ;D

Se beleza desse cadeia você pegaria prisão perpétua.
Se feiura fosse crime, você pegaria pena de morte...

Gata, você é linda demais, só tem um problema: a sua boca tá muito longe da minha!
Questão de higiene!

Qual o caminho mais rápido pra chegar no seu coração?
Cirurgia plástica, lavagem cerebral e 3 meses de malhação.

Eu não acreditava em amor à primeira vista, mas quando te vi mudei de idéia.
Que coincidência! Eu não acreditava em assombração!

Este lugar está vago?
Está, e este aqui onde estou também vai ficar se você se sentar aí.

Então, o que você faz da vida?
Eu sou travesti.

Será que eu já não te vi em algum lugar?
Claro! Eu sou a recepcionista da clínica de doenças venéreas... não lembra?

A gente já não se encontrou em algum lugar antes?
Já e é exatamente por isso que eu não vou mais lá.

A gente vai para a sua casa ou para a minha?
Os dois. Você vai para a sua casa e eu vou para a minha.

Eu queria te ligar, qual é o seu telefone?
Está na lista.
Mas eu não sei o seu nome.
Também está na lista, na frente do telefone.

Se eu pudesse te ver nua, eu morreria feliz.
Se eu pudesse te ver nu, eu morreria de rir.

Está procurando boa companhia?
Estou, mas com você por perto vai ficar muito mais difícil de encontrar...

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Harder to Breathe


eu tô muito em êxtase
faltam 47 dias

domingo, 21 de setembro de 2008

E daaando o pontapé na semanona

A Semana louca começa oficialmente hoje, domingo. Provas, no money, looooow food e aventuras para encontrar o Via Funchal

1. Pra mim a semana de loucuras começou sábado mesmo. Revelações JESUSTENDEPIEDADE, ingressos pro show do Maroon 5 à venda (AAAAAAAAAHHH), odisséia pra descobrir como vou sozinha pro Via Funchal comprar meu ingresso (AAAAAAAHHH 2), litros de sorvete misturado, Cobras Criadas dos infernos (não leiam nunca, ficadica), preparação pras provas malditas e peça de teatro delícia pra coroar a noite :}

2. Velho, eu quero muito ser atriz. Mais a cada segundo que passa.

3. Preciso de um estágio, preciso de dinheiro, preciso poder fazer meu curso. Senão eu enlouqueço...

4. Se os pescoços de algumas pessoas estivessem nas minhas mãos agora, estariam torcidinhos... ficadica 2.

5. Preciso estudar pra provas e fazer milhões de trabalhos. Agora me diz, papai do céu lindinho: por que eu tô fazendo tudo isso?!

6. Estou com abstinência de teatro. Eu não aguento mais.

7. Ainda bem que essa semana vou gravar o curta da Vivy =)

8. Queria muito comer um misto quente agora... com presunto e queijo num pão francês, queeeentinho... mas à meia-noite e quinze?! Entre razõeX e emoçõeX a saída é fazer valer a pena?/!1?/!

9. Cadê o menino fofo que eu te peço todo dia, SENHOR?

9. JESUS, APAGA A LUZ?

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Só ela...

Me faz rodar um milhão e quinhentas mil livrarias atrás de um livro de auto-ajuda
Me faz entrar na Kopenhagen e não comprar chocolate pra mim, só pra ela
Me faz entrar na faculdade às 8h e sair às 9h15
Me faz ir pra Itu em plena quarta-feira e ainda chegar pro almoço
Me faz ter que voltar pra São Paulo na quinta pra não perder aulas (e daí voltar pra Itu na sexta de novo)
Me faz morrer (viver) de sorrir ao ver ela chegando pra me buscar na rodoviária
Me faz morrer (viver) de felicidade ao ver ela rasgando embrulhos feito uma criança doida
Me faz morrer (viver) de alegria quando me dá um abraço
Me faz ficar desolada só de pensar em não ter feito as coisas escritas aí em cima
Me faz rir, chorar, admirar e amar em intensidades apocalípticas

Eu te amo muito
Te amo mais que amo a mim mesma
Te amo um tanto que medida nenhuma conseguiria medir

Feliz aniversário, mãe.

sábado, 13 de setembro de 2008

Filmes, iééé!

na lista dos MUST SEE:
- Os Desafinados
- Ensaio Sobre a Cegueira
- Linha de Passe
- Mamma Mia!

Os Desafinados eu fui assistir quinta, lá no Frei Caneca (do lado da escola do Wolf Maya, do lado da escola do Wolf Maya, do lado da escola do Wolf Maya)... Não posso reclamar muito, assim, Rodrigo Santoro é Rodrigo Santoro, né? Seja na rua, na chuva, na fazenda...

... ou numa casinha de sapê!

Mas, tirando isso e o Selton Mello, o filme acaba não sendo aqueeeele desbunde que eu esperava que fosse. Tipo, é FOFO, super fofo e bonitinho. Mas só :~ É que tem umas dublagens muito toscas que me brocharam loucamente :/

Mas tudo bem, é a vida! Saí do cinema feliz e esperando pelo próximo :9

Hoje vejo Mamma Mia! e os outros dois (Fernando Meirelles Fernando Meirelles Fernando Meirelles) na semana que vem!

Jesus, DAI-ME UM DRT?

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

I'm suuuch a winner

Well, estou agora assistindo a season premiere da 2ª temporada de Gossip Girl e, preciso dizer, é muito bom. Nas férias fiz uma super maratona e assisti a 1ª temporada quase inteira.. Tá, NY fútil, meninas fúteis, coisas fúteis.. mas, quem liga? É MUITO LEGAL!


A Ali até me emprestou o livro 1 preu tentar ler, mas nem dá. Assim como ela que, acostumada com os livros, não consegue ver a série, eu, acostumada com a série, estranho muito ao ler os livros. Enfim, fato é que estreou a temporada nova e eu sempre me sinto suuuper sex and the city quando assisto GG haha.. Segunda-feira, quando voltei de Itu pra SP, o ônibus veio pelos Jardins (veeeelho!) e me deixou na frente da Starbucks da Alameda Santos. Entrei e saí de lá com um chocolate quente e um muffin de blueberry e me senti quase uma Blair Waldorf (ok, nem tanto, falta muito preu ser, vai, 1/15 do que ela é). Me deixa ser feliz vai, que a minha vida real já tá chegando, correndo...

Ok, eu sei que ter um corpinho de Blair Waldorf (o que a Leighton Meester faz? pula 1000 minutos de corda por dia e se alimenta só de água?) tá difícil, but I'm working on it, babes. Se liga:


Deus meu, sou muito vitoriosa. Há alguns posts atrás, escrevi sobre a minha tara por comida. E que seria impossível chegar no Mc Donald's e pedir "moça, me vê uma saladinha?!". Pois bem, no dia do aniversário da Dé, fomos todos almoçar no Mc e, enquanto todos comiam lanches (deliciosos x.x), eu almocei uma mini (de novo: mini) salada e 6 nuggets. Só. Nem uma batata, nem um lachinho... Isso pode ser chato, mas fato é que eu voltei da viagem de férias com o primeiro número da balança dois dígitos acima do que eu preciso pesar. É, assim ficava difícil ser feliz mesmo. Enfim, não vou ficar falando muito mais sobre dieta porque todo mundo já está de saco cheio e eu também, mas fato é que fiz uma master revolução nos meus hábitos alimentares e já emagreci 6 quilos, em 1 mês e meio :D Ê!

mas eu queria tanto um chocolatinho...



(estou indo assistir Os Desafinados! =9 Depois conto como é!)

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Meninas burras e referências

Já que um dos temas em pauta na minha vida é esse (ou não, ou sim, ou não... xapralá), deixo aqui dois links de blogs que já estão favoritadinhos ali do lado, mas cujas últimas postagens foram feitas também por minha causa (ou não, ou sim, ou não)...

http://cravocanela.wordpress.com/2008/09/09/por-que/

http://avizinhareclama.blogspot.com/2008/09/complicando-as-coisas.html

apóio quase tudo o que elas dizem... JESUS, DAI-ME INTELIGÊNCIA!

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Nos últimos dias

Construí contos de fadas (uns 5 ou 6), comprei uma fantasia, fui duas vezes pra 25 de março, comi o lanche delicioso de mortadela do mercadão e milhões de chocolatinhos, passei o dia com a minha mãe, fui pra são bernardo do campo de trem, vi roupas lindas a preço de banana, comi um pastel gigante, coloquei minha fantasia (de Mulher Maravilha!) junto com 3 fadinhas, fui pra uma festa LOUCA e deliciosa, vi uma das 3 fitinhas que eu tenho no braço cair no meio da festa depois de 2 anos (é hooooje!), me diverti horrores, me queimaram com um cigarro, meu celular quebrou, fiquei com alergia a coco (...), dormi na casa da ali, passei o domingo na casa da ali, comi um monte de chocolate e dormi lá de novo =D, almocei salada no Mc Donald's (voltarei a isso outra hora), encontrei a girafa de pelúcia mais linda do mundo no novo Stand Center, li um scrap e fui dessa pra melhor, dormi tardes inteiras, tomei um sorvete tão delicioso que está guardado no meu coração, almocei só dois ovos cozidos e jantei um copo de leite com nescau, comprei trufas pras fadinhas, fiz trabalhos (adiantados! sou uma menina responsável), quis largar a faculdade, quis ir pro Rio de Janeiro como em todos os dias, procurei outras faculdades onde a mensalidade custasse tipo 200 reais (não achei), arrumei o quarto, levei um ficadica amedrontador e descobri que vai ter show do Maroon 5 no Brasil (êxtase de felicidade).

resumindo, foi isso.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Açúcar

Esquinas, docinhos
flores e nuvenzinhas de algodão
Nada aqui é preto e branco
Todo o sorriso cabe dentro de mim
E se mostra, e explode, brilhando
quando me lembro do teu nome.
Eu sou toda feita de cores
e cada uma leva um sonho
Sonhos de sair daqui, sonhos de chegar lá
ou sonhos de ver você me olhar
Eu gosto de você
E gosto de pensar na sua risada
(vermelha, azul e branca)
enquanto ando pela avenida frenética.
Todos estão percebendo (tá bem fácil de ver)
Que há algum tempo, bonito,
Meu coração anda tocando música...


terça-feira, 26 de agosto de 2008

Para Todas As Coisas

Para seduzir, olhar
Para divertir, bobagem
Para o carro, devagar
Mas para enfrentar, coragem

Para acreditar, mentira
Para discutir, opinião
Para levantar, sol
Mas para dormir, colchão

Para entender, conflito
Para se ganhar, amigo
Para deletar, mensagem
Para o verão, viagem

Para fofocar, revista
Para distrair, TV
Para uma dieta, açúcar
E para amar, você

Para encontrar, vontade
Para atravessar, a ponte
Para desejar, sorte
E para ouvir, Marisa

Para Capitu, Machado
Para uma mulher, Clarisse
Para Guimarães, Brasil
Na terceira margem do rio

Para o secador, molhado
Para o colar, anel
Para o batom, um beijo
Sempre muito apaixonado

Para se pintar, espelho
Para se perder, aposta
Para dividir, segredo
Para namorar, se gosta

Para um biscoito, avó
Para comprar, essencial
Para todas as coisas, nó
E para terminar, final


-

essa música,
meu mais novo vício
Ana Cañas,
minha mais nova favorita

domingo, 24 de agosto de 2008

23º é 1º?

Acabei de ver a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Pequim. De novo cores estonteantes, movimentos sincronizados, tecnologia a serviço do espetáculo e disciplina militar. Mas nem é essa a questão que me fez vir escrever aqui.
O Brasil, nosso Brasil brasileiro, termina os Jogos em 23º lugar na classificação geral. Nada mal, diriam uns. Péssimo desempenho, diriam outros. Há como comparar nossas suadas 15 medalhas com as 100 ganhadas pelos chineses - que terminaram em primeiro lugar - ou as 110 conquistadas pelos norte-americanos? É claro que a questão também não é essa. Não podemos desmerecer nossos atletas, super hiper óbvio. O Brasil tinha tudo pra ser uma grande potência do esporte (e das artes, e da economia, e da educação...), mas é bem visível que a prioridade dos que governam nosso país não é essa. Nada disso é importante para eles, afinal nada disso se chama dinheiro.


Não acho que é por isso que temos que fazer um mega carnaval por uma medalha de bronze. É sim uma conquista enorme pra quem está lá, mas fazer um mega escândalo (como a imprensa brasileira fez: "fulana ganhou o bronze e fez históriaaaa! É a primeira mulher de 28 anos, 5 meses e 17 dias a conquistar uma medalha de bronze individual desde as olimpíadas passadas!!") já é demais. A palavra que falta é incentivo. E a que sobra é cobrança. É como se contentar com migalhas: agimos como se estivéssemos em primeiro lugar e o Brasil se rebaixa, como se medalhas de bronze fossem o máximo que merecêssemos. Pode parecer um pouco egoísta isso que eu estou escrevendo, mas não quero menosprezar o feito dos atletas, DE JEITO NENHUM, só acho que eles deveriam saber que podem ser ouro, mesmo que pra isso tenham que treinar em outros países, que darão a eles muito mais chances de vitória. Como o César Cielo fez.

Falando em Cielo, o que é aquele homem? Jesus, apaga a luz! Eu quase morri na frente da TV quando ele ganhou o ouro, foi muito, muito legal (e essa semana ele passou na Paulista e eu, mesmo estando lá, não vi! D:).

Tem uns resultados que não podem ser explicados em jogos como estes. Como as medalhas de prata das seleções feminina de futebol e masculina de vôlei. Lembro do meu amigo (Xo!) falando na faculdade depois da derrota feminina "Foi muito injusto... Elas jogaram bem melhor". E eu senti a mesma coisa ontem, quando via o Brasil perder pros EUA (Valeu aí, Tio Sam querido!) no vôlei masculino. Meu, pra mim, é claro (limpído, transparente, resplandescente) que eles são os melhores - do mundo-, assim como 2 e 2 são 4. Nem consegui ver o jogo inteiro, desliguei a TV e fui dormir.

E hoje tudo termina, pra voltar daqui a quatro anos, em Londres. Eu vou ter 22 (!) anos, já vou ter terminado a faculdade (acho) e vou estar morando no Rio (espero). Será?

Agora é hora de tirar meu mascotinho vermelho de pelúcia das Olimpíadas do meu chaveiro e guardá-lo numa gavetinha, pra que ele durma bem enquanto entra pra história.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

51, uma boa idéia

Este é o 51º post do blog. Eu nem sabia disso, descobri agora quando fui postar e achei que era uma informação de extrema relevância (mentira). Mas resolvi começar com isso porque percebi que sou mais uma na multidão dos afetados pela publicidade brasileira. Logo que vi o "50 postagens", minha mente automaticamente fez as ligações 50 -> 51 = 51, uma boa idéia.

É a mesma coisa que acontece quando perguntam "cadê meu celular?" e ouve-se um coro de "tá nas Pernambucanas!". Acho isso ao mesmo tempo tosco e fascinante: é o poder da propaganda e da força de martelar uma idéia na cabeça de um número enorme de pessoas.

Outro exemplo: um amigo me disse que a Net (empresa que fornece TV a cabo/internet/sei lá mais o quê) estava se instalando em Itu. Então eu disse: "é, na Sibéria não tem nada disso!" Ele deu uma risadinha e ficou por isso mesmo. Só depois, quando o assunto foi parar numa roda maior de amigos, que ele sacou que eu estava me referindo a uma frase que a Net usa em seus comerciais.

Adoro ler sobre estes assuntos, sobre como a publicidade inteligente coordena a mente do seu público-alvo sem que ele perceba (como no caso das cores como atrativos: vermelho e amarelo para restaurantes - vide Mc Donald's e Habbib's -, branco para provadores de roupas etc.), ou sobre os nomes de marcas que, de tão fortes, acabam substituindo o nome do produto em si (Nescau/Toddy para achocolatado, Xerox para fotocópia, Bombril para palha de aço, Miojo para macarrão instantâneo, Chiclete para goma de mascar...), e fico me perguntando o quanto isso é bom ou ruim pras pessoas. É como se nunca tivéssemos saído da escola, já que estamos constantemente sendo ensinados a como se deve agir, pensar e ser. Nossa essência poder acabar se perdendo no meio desse caminho.


-


Fui dois dias dessa semana à Bienal do Livro (já falei dela em posts passados), e foi bem legal. Não tinha quase nada estupidamente barato (como eu esperava que tivesse), mas deu pra garimpar umas coisas bacaninhas, como camisetas lindas estampadas com poesias ou frases de gente inteligente (Machado de Assis, Woody Allen, Vinícius - ai! - de Moraes, Fernando Pessoa...) ou livrinhos de clássicos por R$3,50 cada (4 por 10 reais!). Além, claro, de admirar aquele graaaaaande evento que incentiva a leitura, uma coisa mais que fundamental pros filhinhos, pros papais, pros vovôs ou pra quem quer que seja. E ainda vi o Maurício de Souza e abracei o Menino Maluquinho! hahaha =)

O Fernando Meirelles não foi pra Bienal. Dias depois de ter visto o nome dele na programação, mandei um e-mail confirmando a linda informação e a fofa da assessora, muito educadamente (not!) me disse que ele não ia. E também não pude ir no dia em que a Marília Pêra foi. Mas pelo menos a Ana Júlia conseguiu o autógrafo do Demétrio Magnoli... hahaha


-


Ainda preciso falar sobre a exposição de Bossa Nova na Oca, não posso esquecer! Mas vai ficar pra outro post...

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Aos pés da diva

Ontem eu tive uma noite estrondosamente maravilhosa (adoro hiberbolizar as coisas - e inventar palavas que eu não sei se existem também). Li uma notícia no Metro de manhã e quase não acreditei nela: a minha cantora preferida, que eu amo, de quem eu sei quase todas as músicas de cor, de quem eu tenho trechos de letras espalhadas por todos os cantos, ia fazer a pré-estréia gratuita de seu documentário naquele dia mesmo, a noite, bem aqui na Avenida Paulista.

Era o lançamento do documentário O Mistério do Samba, que fala sobre a Velha Guarda da Portela, produzido pela cantora Marisa Monte.

Eu amo a Marisa Monte.

Caramba, foi muito bacana. Eu cheguei no Conjunto Nacional (onde foi a exibição) às 17h30, achando que ia poder ficar dando umas voltas na Livraria Cultura, já que os ingressos iriam começar a ser distribuídos só às 19h e a sessão seria às 20h. Até parece. Quando eu cheguei lá já tinha fila. Como fui sozinha, sentei no chão e fiquei minutos e minutos e minutos tentando me entreter pra que o tempo passasse rápido. Quando deu a hora, recebi meu ingresso, entrei na sala e sentei na segunda fila, beeeeem perto de onde ela ia ficar :B

O documentário foi muito bom. Lindo, delicado, super gostoso de ver, afinal, "quem não gosta de samba, bom sujeito não é"... Brincadeira, O Mistério do Samba é fofo mesmo. Assim que algum sambinha começava a tocar, todo mundo se mexia nas cadeiras, como numa coisa meio automática.

Depois da exibição a Marisa entrou, junto com dois produtores do filme prum debate. Meeeu, eu não consigo, ela é muito demais. Nossa!

Fui lá pra frente, quase nó pé do palco, tirar fotos dela (iééé, amo as super câmeras fotográficas da Cásper nessas horas!), e como todo mundo da imprensa tava ali, não estranharam que eu estivesse também. Acho que eu tirei milhares de fotos, um monte mesmo.

Ela ficou um tempo ali conversando com os espectadores e depois foi embora. Aí eu saí e uma moça da Natura me deu um perfume, Humor, de presente (hm, chato né) e eu fiquei mais contente ainda.

Peguei um táxi (tava morrendo de medo de não ter mais táxis e eu me ferrar o/) e voltei pra casa, feliz e cantando "ela que descobriu o mundo, e sabe vê-lo do ângulo mais bonitooo..."


Típica noite programada pra ser igual às outras que acaba sendo inesperadamente linda.


segunda-feira, 18 de agosto de 2008

About sadness

Sábado fui dormir com um milhão e meio de idéias de posts. Nossa, tinha um monte de coisas em mente pra postar. Acordei no outro dia e... esqueci tudo. Coisa estranha. Quem sabe depois eu me lembro de algo... Se bem que esses pensamentos noturnos sempre são esquecidos no dia seguinte, né? (Ou não)
Antes de dormir, desde pequena, eu viajaaava. Já inventei histórias de amor (pra viver de verdade e pra interpretar como atriz), já fiquei pensando na prova de física do outro dia, na bronca que a minha mãe tinha me dado, na festa que ia acontecer, no menino que me fazia suspirar... ou me imaginando daqui há uns anos, com meus sonhos realizados.

Eu fico imaginando muito, sonhando muito. É por isso (acho) que raramente meus planos vão pro real. Preciso começar a colocar as coisas em prática.

-

Incrível como algumas banalidadezinhas (existe essa palavra?) podem em um dia triste soar como incentivo pra você. Você acorda estranha, e não tem vontade nenhuma de sair da cama. Aí sua mãe te liga (odeio morar longe da minha mãe vezes três elevado a décima oitava potência mais mil), dá bom dia e te lê uma mensagem que ela acabou de abrir no Minutos de Sabedoria dela: algo que diz a importância do pensamento positivo, porque pensar negativamente, além de não ajudar, atrapalha. Aí ela te deseja uma boa aula e diz que te ama. Funciona como injeção de ânimo, daquelas direto na veia.

Você se levanta, decide abrir a janela (algo que, normalmente, você só faz depois de ir ao banheiro, escovar os dentes, arrumar o cabelo etc.) e vê uma manhã LINDA (eu amo, amo, amo manhãs ensolaradas). É desanimador abrir a janela e ver cinza/tudo nublado/tempo horrível, e isso acontece quase todos os dias aqui em São Paulo. Mas hoje não. O dia estava lindo, lindo.

Eu encarei isso como um recado do papai do céu. Algo do tipo "vai, menina, vai devagar, mas continue indo". Fiquei feliz.

Na faculdade, pessoas queridas me ouvem, perguntam, respondem. Carinho plantado e alegria pelo carinho colhido.

Dormir a tarde, e sonhar. (Não faço outra coisa senão isso. Não, não dormir! Sonhar)

E já está na hora de ir dormir de novo. Posto pela primeira vez do meu quarto, onde eu fico sempre sozinha, sempre sozinha, sempre sozinha. Quero que a sexta-feira chegue logo...



Ninguém sabe o quanto de vitória e o quanto de derrota cada um carrega em seu viver.



um passo
de
cada
vez.

domingo, 17 de agosto de 2008

Oi? Como assim?

Momento quequéisso?! do dia:

Ele come feito um boi
Para suportar o seu espartano programa de treinamento – que prevê cinco horas de exercícios, dentro e fora da piscina, seis dias por semana –, Michael Phelps ingere inacreditáveis 12.000 calorias diárias

O cardápio de Phelps

Café da manhã
3 sanduíches de ovos fritos, queijo, alface, tomate, cebola frita e maionese
2 xícaras de café
1 omelete com 5 ovos
1 tigela de cereais
3 fatias de french toast com açúcar
3 panquecas com pedaços de chocolate

Almoço
1 pacote de macarrão
2 sanduíches de presunto e queijo
Bebida energética com 1.000 calorias

Jantar
1
pacote de macarrão
1 pizza inteira
Bebida energética com 1.000 calorias

Isso equivale:
Ao que 5 homens comem por dia
À metade do consumo calórico diário de um boi em regime de engorda
A tudo que a modelo inglesa Kate Moss come em 15 dias


(Fonte: Revista Veja - 20 de agosto de 2008)


Agora vem a pergunta: COMO FAZ?!

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

As minhas melhores amigas

As minhas melhores amigas, quando lerem isto, saberão que é delas que eu estou falando.
As minhas melhores amigas são demais. São inteligentes, queridas (por todos), engraçadas e conselheiras.
As minhas melhores amigas são (muito) lindas, fortes, determinadas e batalhadoras. São sensíveis, meigas, são meninas e são mulheres.
As minhas melhores amigas são companheiras, divertidas, sonhadoras e muito, muito fofas.
As minhas melhores amigas adoram virar a noite dando risada. Também adoram ajudar, dar apoio e estender a mão bem na hora em que você precisa.
As minhas melhores amigas adoram(avam) boy bands, ataques groupies e ler agendas durante as aulas (como eu).
As minhas melhores amigas me fizeram (e fazem) rir e chorar. Me fizeram surpresas, me deram momentos e construíram histórias comigo.
As minhas melhores amigas acreditam nos meus sonhos. Fazem parte do meu coração. Ajudaram a construir o que eu sou hoje.
As minhas melhores amigas são muito especiais, são muito legais, são muito tudo.
As minhas melhores amigas gostam de mim e eu fico orgulhosa de mim mesma por isso.
As minhas melhores amigas me contam tudo, e eu conto tudo pra elas (mesmo que por pensamento em algumas vezes...)
As minhas melhores amigas são minhas melhores risadas.
As minhas melhores amigas são minhas irmãs porque nós quisemos assim.


E é por isso que distância é uma droga muito grande.
Mas, pra mim, nada mudou. A gaveta de vocês no meu coração continua, como sempre, gigante. Nada vai ser diferente. Deixa os anos passarem! Um, dois, cem, mil.

Vocês são minhas melhores.
E, por vocês, eu continuo comprando briga.
Pra sempre, loucamente.


sábado, 9 de agosto de 2008

Cinema BRASILEIRO (e Bienal do Livro!)

A intenção inicial era comentar os três ótimos filmes que eu assisti esta semana, mas descobri uma coisa muito legal agora, que me deixou super super super eufórica, e que eu quero compartilhar com vocês:

Dia 14 de agosto, quinta-feira da semana que vem, começa a 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, evento que por si só já me deixa empolgadíssima. Vai acontecer lá no Parque do Anhembi, em Santana. É um lugar enoooorme, bem bacana pra ser sede da Bienal (em 2006 foi lá também). É só ir de metrô até a estação Tietê e de lá pegar um ônibus gratuito até o Anhembi.


Vale muito a pena ir até a Bienal. Ver aqueles milhares de livros já é bem mágico, e melhor ainda são as compras produtivas que você pode fazer. Em 2006 comprei um monte de livros clássicos (Os Maias, Dom Casmurro, O Fantasma da Ópera, Helena...) por R$ 3,00 cada. E o ingresso custa R$ 10,00, ou seja, R$ 5,00 pra nós, estudantes :D

Fora tudo isso, acabei de descobrir uma coisa fuçando a programação no site da Bienal:

Autógrafos:
Dia 21/08 - Biografia Prematura e Liberdade de Imprensa - O Cinema de Intervenção: Fernando Meirelles


Ok. Morri. Estou oficialmente morta.



Eu fico naquela Bienal até as 3 da manhã se precisar pro Fernando Meirelles (!!!!!) autografar um livro meu.


----------


A Marília Pêra também vai estar lá autografando o Cartas a Uma Jovem Atriz, livro que eu já estou terminando de ler. Queria MUITO que ela autografasse o meu, mas ela vai num sábado (grrr) e de sábados eu me encontro no km 100 da Rodovia Castelo Branco (vulgo Estância Turística de Itu).


----------


Passada a euforia da idéia de pensar em ver o Fernando Meirelles pessoalmente (aaai), queria comentar os filmes que assisti esta semana:

O primeiro que vi não é brasileiro, mas vale o comentário por ser de uma sensibilidade incrível: O Escafandro e a Borboleta (Le Scaphandre Et Le Papillon, França/EUA, 2007), de Julian Schnabel, conta a história de um homem que, após sofrer um derrame, fica com todo o corpo paralizado, conseguindo movimentar só seu olho esquerdo. Nessa nova condição, ele tenta aprender algo que nunca lhe pareceu tão difícil antes: viver.


Fui convidada para uma cabine do filme Nossa Vida Não Cabe Num Opala (Brasil, 2008), filme baseado na peça Nossa Vida Não Vale um Chevrolet, de Mario Bortolotto. Foi beeem legal. O diretor, Reinaldo Pinheiro, estava lá e conversou com a gente sobre o filme, o processo de montagem e a luta que é fazer um longa no Brasil. O filme tem atores ótimos, como o Milhem Cortaz (que fez Tropa de Elite e agora está no ar na novela Chamas da Vida, da Record), o Jonas Bloch e a Maria Luiza Mendonça, e ainda tem a Marília Pêra e a Dercy Gonçalves fazendo participações especiais. Conta a história de uma família paulistana de classe baixa totalmente corrompida que, mesmo após a morte do pai, não consegue se livrar de seu modo de vida antigo. Tem cenas bem fortes, muitos palavrões (óbvio, filme brasileiro que não envolve a Xuxa nem o Didi) e cenas de sexo (dãh, idem), mas vale a pena assistir. É real, é jovem e, acima de tudo, é brasileiro. Para que o filme não saia de cartaz muito rápido, precisa de 5 mil espectadores na primeira semana. Não custa nada ajudar, né gente. Estréia dia 15 de agosto.


E, por último, fui assistir Era Uma Vez... (Brasil, 2008), filme de Breno Silveira, o mesmo diretor de Dois Filhos de Francisco, com o Thiago Martins e a Vitória Frate, atriz que eu não conhecia ainda. O filme traz a proposta de um enredo que mostre uma versão contemporânea de Romeu e Julieta. Ficou muito fofo, gostei bastante também. Li algumas críticas dizendo que o final é fraco. Nao achei, afinal ele cumpre aquilo a que se propõe...


Esse post deve ter ficado enorme...

Odeio vida de dona de casa

- Faz almoço!
- Ok, faço, de boa. (Vou para a cozinha)
- Owwww Fernanda, vem cá!
- Fernnaaaaaaaanda, vem aqui.
- Que foooi?
- Ah não, nada de gritar. Ou ela vem aqui ou você vai lá ver o que ela quer.
- Fernandá, esse computador tá ligado faz mil séculos. Vou usar seu notebook.
- Usa, mas deixa o computador lá.
Faz salada. Faz arroz. Esquenta tudo. Faz hamburger.
- Fernanda, por que seu notebook está assim?
- Queimou o hamburger? Ah, Fernanda, você esqueceu?!
- Por que seu notebook tá assado?
Já esfriou tudo. Esquenta tudo de novo.
- Seu notebook não escreve! FERNANDAAAA? Tô te chamando meu!

...

- Gente, vem almoçar.
- Já vou.
- Agora não, peraê.




Só pra deixar registrado - agora eu entendo as mães.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

With A Little Help From My Friends

Do you need anybody?


I need somebody to love!


Could it be anybody?


I want somebody to love!


(hehehe)

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Segunda-feira

Dia de fim de férias
1
Dia de começar dieta
1
2
Dia de assistir novela
1
2
3
Dia de voltar a estudar
1
2
3
4
Dia pra começar tudo de novo
1
2
3
4
5
Dia útil
1
2
3
4
5
6
Dia inútil
1
2
3
4
5
6
7
Dia de ir
1
2
3
4
5
6
7
8
Dia de chegar
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Dia de fazer
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Dia de morrer
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Dia de nascer

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Ele, um ator sem vaidade


Ontem fui assistir Batman - O Cavaleiro das Trevas. Fora a confusão que deu (meu amigos atrasados - que me esperaram para entrar - achando que eu não tinha entrado - coisa que eu, também atrasada, ja tinha feito), foi bem proveitoso. Apesar de não ser muito fã de filmes que dão... susto (e esperando que esse não desse), eu precisava conferir se aquilo fazia tanto barulho quando estavam anunciando por aí.

Gostei muito das atuações... a do Christian Bale, como o Batman (as vozes que ele dá ao homem e ao herói são tão diferentes que marinheiros de primeira viagem demoram um pouco para perceber que se trata da mesma pessoa), do Morgan Freeman, do Gary Oldman, da Maggie Gyllenhaal (essa deve agradecer ao papai do céu todas as noites por seu talento e pelo irmãozinho básico que tem)... É claro, é um filme hollywoodiano, mas vale a pena assistir pela super hiper mega ultra power produção, e por um algo a mais, que supera tudo o que eu acabei de falar...

... E é a esse "algo a mais" que eu dedico este post. Há bastante tempo atrás eu assisti o filme 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você e o coloquei na minha lista de favoritos. A minha cena predileta era quando o personagem principal, com seus cabelos compridinhos e desgrenhados, corria pela arquibancada do campo de futebol de sua high school cantando para a protagonista "I love you baaaaaby, and if it's quite all right, I need you baaaby..."... Era o Heath, o Heath Ledger, aquele ator que eu achava que só faria filmes adolescentes mas que mesmo assim também tinha sido incluído na lista de preferidos. A partir daí, eu acompanhava o que ele e a Julia Stiles (a 'mocinha' de 10 Coisas...) faziam de longe, via alguns filmes deles de vez em quando... Vi quando ele fez o caubói gay em O Segredo de Brokeback Mountain (com o Jake Gyllenhaal, o já citado irmão da Maggie, inclusive...)

Em janeiro, eu estava lendo alguns blogs aleatórios quando eu li um post lamentando a perda daquele jovem e talentoso ator. Como assim? Eu fiquei sem entender um tempão aquilo que eu estava lendo e fui direto pro Google procurar alguma coisa. Poxa vida, o Heath Ledger, reamente, tinha morrido. Com 28 anos de idade e tudo aquilo que ele tinha pra oferecer. Eu fiquei muito triste, muito mesmo. Pra quem ainda não sabe (eu já devo ter deixado isso claro aqui no blog, ou não, não sei), eu sou muito ligada em interpretação e afins. Como fazer teatro é aquilo que eu quero pro resto da vida - e por isso eu me interesso tanto por aqueles que o fazem - eu senti de verdade por todo aquele potencial ter sido desperdiçado. Fiquei com pena, por imaginar tudo o que ele estava vivendo, as confusões, as ilusões e os enganos que um homem-ator (que, muitas vezes, tem nada e tem tudo ao mesmo tempo) possui dentro de si. Disseram que a causa da morte de Heath foi uma "overdose acidental de medicamentos". Não sei, mas sei o que precocemente perdemos, mesmo sabendo que todos tem o seu momento certo de chegar e de ir embora e etc.

Em Batman, Heath está sensacional. Sem brincadeira, eu ficava vidrada nele, em todas as suas aparições. Não senti medo/ódio/raiva do Coringa, como a maioria disse sentir. Me apaixonei por aquela obra que esse ator construiu. O máximo que fiz, além de admirar aquele cara durante todo o filme, foi rir das piadinhas ácidas e da loucura do Coringa.

Lamento muito que o Heath não tenha podido presenciar o furacão de elogios que está sendo dado a ele, mas fico feliz por ele ter existido e por ter deixado escancarada o que é (e sempre vai ser) a arte.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Itinerário

25/Julho/2008 - Sexta-feira
Despertador programado para às 6h30 da manhã
Café da manhã: Porto Seguro - BA
Almoço: Itabatã - BA (Divisa com o ES)
Jantar: Vitória - ES

26/Julho/2008 - Sábado
Despertador programado para às 4h da manhã
Café da manhã: Campos dos Goytacazes - RJ
Almoço: Ipanema, Rio de Janeiro - RJ
Jantar: São Paulo - SP


Tudo isso de carro, meu bem!

sábado, 12 de julho de 2008

Hasta la vuelta, baby!

AMO viajar.
Acho que é uma coisa que deveria ser obrigatória pra todo mundo! É muito bom, e não importa qual seja o destino... Conhecer lugares novos é viver mais =) E estender as margens dos seus sonhos... Precisa de mais nada, né?

Normalmente, nas férias, eu vou para Caraguatatuba (interior de SP - é praia, mais nada muuuito estupendo) ou pra Vitória (capital do ES, onde meus parentes maternos moram). Eu sou daquelas que odeiam enfurecidamente rotina, então é meio óbvio que eu me canse de ir sempre pros mesmo lugares. Mas com Vitória não é assim: eu AMO ir pra lá. Encontro meus primos, meus tios, minha avó, sol, sorvete baratinho e muuuuuuita risada. É muito gostoso e divertido... Claro que eu sinto muita saudade da minha cama, do meu chuveiro e todas essas coisas, mas, sei lá, vale muito a pena.

Agora, na faculdade, eu sinto cada vez mais vontade de me jogar no mundo. Meus amigos da escola não costumavam viajar muito, então isso tudo de viajar não me aguçava assim, master blaster ultra power. Mas agora...! O pessoal casperiano tá nos EUA, na Argentina, no Uruguai, na Grécia, na Itália... Eu q-u-e-r-o =D~ Vou fazer de tudo pra que eu possa conhecer muitos lugares e pessoas diferentes ao longo da minha vida. Ter histórias pra contar é uma das coisas mais legais do mundo...



Uma coisa que não é (nem um pouco) legal: arrumar malas. Pode até ser meio empolgante e tal, mas dá muita preguiça saber que com certeza você vai se esquecer de alguma coisa. Não tem como, e isso não é pessimismo... É pura Lei de Murphy mesmo.

Well, eu preciso voltar para as malas. Porque ainda não arrumei quase nada (hehehe) e a hora de ir pra Vitória tá chegaaaaando :D Como acho que de lá não vou postar (mas vou tentar), aqui vai o meu TCHAU pra todos vocês (ok, meu blog não é bombado assim, mas me deixa ser feliz, vai!)

Milhões de beijos =*

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Momento pré-almoço

Eu tô com (muita) fome. Mesmo.
Não porque são 12h21 e eu não tomei café ainda e tal, mas porque estar com fome está se tornando uma parte integrante de mim!
É péssimo isso: quando eu não tenho nada pra fazer (tipo nas férias), eu baseio meu dia em relação à minha fome. Explico: "Humm, vou lavar o cabelo antes do almoço"; "Vou dormir depois de comer"; "Vou ver 5 minutos de tevê e aí sim vou assaltar a geladeira..."

Eu como feito louca! E minha mãe (espertinha ¬¬), que sabe disso, aniquilou todo o estoque de chocolate que tinha aqui... Sério, a única coisa do gênero que tem em casa é Nescau. Ninguém merece.

E é sempre assim: eu acordo mentalizando aquele poderoso mantra "vou comer menos, vou emagrecer dez quilos, não vou comer doces, vou fazer exercícios, vou me empanturrar (!) de verduras e legumes e todas as comidinhas saudáveis desse mundo e aí sim vou ser feliiiiiz!"

Todos sabem que no almoço todo esse esforço mental já foi pro brejo, né?
Não tem como! Hoje eu tava decidida (tanto é que acordei às 11h30 e pensei 'ah, não vou tomar café, porque daqui a pouco já é almoço e aí vou acabar comendo muito, já que o certo é comer de três em três horas'), mas aí vem minha mãe e diz: "Hãan, vamos almoçar no Mc hoje! :D"! Tá vendo? Assim não dá pra ser feliz! Já são 12h30, eu tô morrendo de fome e tenho certeza que não vou conseguir chegar no Mc e pedir (com nariz arrebitado): Moça, me vê uma saladinha ;D! Impossível!

Aí chega no fim do dia e todos os meus sonhos de ser pelo menos um patinho-feio-mais-ajeitadinho pra poder ter alguma chance de conseguir ser atriz do jeito que eu sonho ficam mais e mais distantes. E de dia eles acordam do meu ladinho... E assim vai, a saga do maior sonho do mundo que quer mais que tudo ser realizado, mas acaba se traindo. Grr.

Tá bom, preciso confessar também que fico meio grogue e um tanto desiludida quando eu tô com fome.


Mããããee, vai demorar muito pra gente ir almoçaaaaaaaaar?

quarta-feira, 2 de julho de 2008

All You Need Is Love


Quem nunca ouviu falar na música I Want To Hold Your Hand ou mesmo em Lucy In The Sky With Diamonds? Mesmo que você ache que não as conhece, é provável que esteja enganado - já teve tê-las ouvido alguma vez, pois elas pertencem ao maior fenômeno musical de todos os tempos: Os Beatles.

Então aqui vai uma dica D-E-L-I-C-I-O-S-A pra quem está de férias (ou não!) e quer se encantar/divertir/emocionar, tudo de uma vez só. Corra já pra locadora mais próxima da sua casa e peça o filme "Across The Universe", lançado em 2007 e dirigido por Julie Taymor (a mesma que dirigiu "Frida"). Honestamente, acho que é o filme mais lindo que já vi na vida, tô muuuito viciada!

Ambientado na década de 60, com locações nos EUA e na Inglaterra, o filme conta a história de amor de Jude (o genro-que-toda-sogra-pediu-a-Deus Jim Sturgess) e Lucy (a lindíssima Evan Rachel Wood, de Aos Treze), tendo como pano de fundo a Guerra do Vietnã e o movimento hippie. Até aí, nada de muito extraordinário, certo? Agora é que entra a melhor parte: esse musical foi inspirado e inteirinho feito só com músicas dos Beatles, interpretadas pelos próprios atores. É incrível como conseguiram laçar as principais músicas e criar um enredo lindo a partir delas. E além das canções escolhidas, durante todo o filme são feitas referências à outras músicas deles, seja por meio de falas ou de acontecimentos em si.

O filme é maravilhoso e você termina com vontade de assistir de novo mil vezes. Mesmo quem não gosta de musicais deve dar uma chance: com certeza você vai correndo procurar a trilha sonora de Across The Universe para deixar tocando no seu Media Player assim que o filme acabar.

Algumas coisas interessantes pra você saber:
- Todos os nomes dos personagens (assim como o do filme) são retirados de músicas dos Beatles (como Jude, de Hey Jude, ou Prudence, de Dear Prudence).
- O filme conta com participações pra lá de especiais, como a do cantor Bono Vox e a da atriz Salma Hayek (que pediu para participar do longa).
- 90% (!) das canções foram gravadas no próprio set de filmagem, o que exclui a necessidade de dublagem - algo bem notável se considerarmos que é sempre mais difícil cantar músicas dos Beatles, né?
- Há personagens que representam grandes figuras históricas, como Janis Joplin e Jimi Hendrix.
Assistam, e depois digam se estão apaixonados assim como eu! ;)


Ps.: Gostaram do meu postzinho comercial né? hã, hã?! Escrevi pro blog da Ilhabela :D

sábado, 28 de junho de 2008

Sombra e água fresca

Tô de férias (!)
Agora, parando pra pensar, dá a impressão de que tudo passou muito rápido mesmo. Mas na verdade nem passou, um montão de coisa aconteceu e esse semestre foi bem doido... Dizem que essa impressão de que as coisas estão passando muito rápido aumenta cada vez mais, que você tá com dezoito anos, pisca e de repente tá com quarenta (ai senhor!)...
Em julho, vou aproveitar pra fazer coisas que não fazia há um tempo: dormir dias seguidos até tarde na minha cama, andar pelas ruas de Itu com as minhas amigas, ficar horas vendo seriados e, o melhor de tudo, viajar :)

É estranho sair da rotina, sempre. Por mais que você a odeie, uma hora ou outra vai te fazer falta. Você se sente esquisito por não fazer as mesmas coisas de sempre. É lógico que não é de tudo que se sente falta: aulas, provas e trabalhos de antropologia são sempre dispensáveis.

É legal também ficar imaginando como vão ser as suas próximas férias, dos próximos anos, mesmo que normalmente elas costumem ser iguais (como as minhas). Sonhar nunca é perda de tempo, né? Quem sabe um dia aquela sua super viagem pra França ou mesmo pra Itapecerica da Serra (!) não sai dos seus sonhos? (Eu boto fé!)

E depois de uma semana extremamente cheia de provas, trabalhos, estresses, preocupações, risadas e despedidas, estou eu de novo em Itu, de férias, sentada na minha cama e escrevendo aqui no blog. A vida vai ser normal por um mês. Depois, mais loucura!

Boas férias (ou bom julho, simplesmente) pra todo mundo!



Ps.: Amigos casperianos queridos, vou sentir muita falta de vocês! ... silêncio, os bororo...
Ps.2: Lut, mesmo que você não leia isso aqui, saiba que eu tô contigo e não abro. Torço pra que vc consiga vencer seus medos...
Ps.3: Vitória, me aguaaaaarde! ;D

sábado, 21 de junho de 2008

Em ritmo de Brasil grande...

Eita, como o tempo passa!
Se alguém me falar que há só uma semana eu tinha ido pra São Paulo fazer faculdade longe da minha família, eu acreditaria. Mas não faz só uma semana, já passaram 5 meses. E neles, aconteceram muuuitas coisas. Foram tantas novidades que eu não conseguiria nem listá-las, acho.

Falta uma semana pras férias: dias e mais dias na minha casinha, na minha caminha, com o meu chuveirinho.. Delícia! Mas vou sentir falta de algumas coisas desse meu novo dia-a-dia. Meus amigos, por exemplo. Mas tudo bem, um mês é um mês, né?

E, quem faz faculdade, sabe o que quer dizer fim de semestre. Uó. Não sei nem como tô arranjando tempo pra postar aqui, tenho milhões de coisas urgentes pra fazer. Tudo pra ontem, credo! É trabalho disso, análise daquilo, provas e provas e provas...! Mas, calma, toda semana (graças!) tem sempre seus pontos positivos:

Um deles, nesse caso, é positivíssimo: Tudo leva a crer (aaai :D) que terça eu vou ouvir a voz linda de nada mais, nada meeenos que o Alex Band! É queridões, as músicas mais lindas do mundo do The Calling, ao v-i-v-o! E com as melhooores companhias imagináveis. Algo me diz que vai ser MUITO bom. Tomara que dê tudo certo!

E tem também um almoção de boas-vindas às férias já programado, com direito a ladys descansando e machos na cozinha! Yes, é assim que o mundo funciona!


Muitos beijos, e sorte pra mim na semana fatídica!

(O título do post é em homenagem à minha ex-professora de biologia, a über mestra Vera, que dizia: "Agora, é ritmo de Brasil grande! Quer moleza, come mingau!")

terça-feira, 10 de junho de 2008

Meu horóscopo de hoje

Percebam como flui o texto do horóscopo do meu signo, publicado hoje no jornal Metro:

Aquário - 21/1 a 19/2
Há linda harmonia no céu entre Sol e a cabeça do Dragão (cabeça do dragão? Um novo planeta?). Quando isso acontece, há clareza sobre os assuntos ligados a relacionamentos. (Agora o 'q' reina!) É mais fácil ver quem é quem, o que esperar de quem e quer quer o que com quem. Sob a forte luz do Sol, não tem como tapear!

Gente, quem escreveu isso é um gênio do jornalismo! Se formou na Cásper e teve aulas de português com a Ivoneti, assim como eu...

domingo, 8 de junho de 2008

Money, Success, Fame, Glamour

Felix Da Housecat

Greetings, citizens!

We are living in the age,

In which the pursuit of all values
Other than
Money, success, fame, glamour
Have either been discredited or destroyed

Money, success, fame, glamour,
for we are living in the age of the thing

Money, success, fame, glamour...

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Sumiço!

Tomei chá de sumiço, né?

Tô quaaase conseguindo colocar internet no quarto onde eu moro (recapitulando: 'moro', durante a semana, em um quarto de um pensionato que fica pertinho da minha faculdade, a Cásper, em Sampa)... Tá uma loucura conseguir colocar essa internet, sempre dá alguma coisa errada. Espero que até a semana que vem eu já consiga resolver isso!

Esse último feriado foi uma loucuuuura! Fui pro JUCA (Jogos Universitários de Comunicação e Artes), em Guaratinguetá, cidadezinha onde a minha mãe estudou e cresceu. Foi bem legal, fui com os meus amigos da Cásper, e rimos bastante! Ficamos no alojamento junto com as outras 2 mil (! ok, dado não confirmado) pessoas que vestiram a camiseta casperiana... Encontrei por lá o pessoal da USP que prestou cênicas comigo e morri de saudades :/... Fomos aos jogos, gritamos e pulamos igual doidos, esperamos ônibus milhões de vezes, fomos tomar banho nas casas da redondeza, vivemos à base de cachorros-quentes muito suspeitos, vimos figuras impagáveis... e por aí vai... Deu pra perceber que universitários unidos jamais serão vencidos, né?

Fiquei mais de dez dias sem ir pra minha casa em Itu. MORRI DE SAUDADES. É incrível, quanto mais tempo passa, menos eu acostumo a ficar longe dos meus pais e dos meus irmãos. Tá cada dia mais chato não estar com eles, e eu tô fazendo a maior contagem regressiva do mundo para que cheguem logo as férias.. E, falando nelas, pretendemos ir pra Vitória, e isso quer dizer que eu vou poder ver a minha pequenininha mais linda do mundo (L)

Nesse fim de semana, fui pra Itu e meus amigos da escola (a Paty, a Nani, o Renan, o Éden e o Tasca) foram em casa - ficamos sem coragem de sair porque tava muito frio - pra ver filme. Só que ninguém levou filme o/, então nós acabamos vendo o último capítulo daquela novela-mega-tosca das 8, depois a novela dos mutantes (muahahaha) e, enfim, o jogo do Brasil. Morro de saudade deles, foi muito legal :)

Voltei pra Sampa e ontem passei o dia inteirinho sem sair do pensionato porque tava doente :~ Foi uó. Pior que isso, só a linda viagem do médico ao me informar que tenho alergia a... C H O C O L A T E. É, quero morrer.

E quero que chegue sexta preu ir pra casa.
Tá bom de post por hoje, tô indo pro cinema [sozinha (Y)] assistir o filme novo da Mischa Barton :D

Beijos :*

sábado, 17 de maio de 2008

Chega de tristeza

Aiaiai,
tudo o que eu tinha pra desabafar, já tá aqui, postadinho.
Agora chega de coisa ruim, porque ficar dando ibope pra isso é osso, como diriam meus priminhos capixabas!

Agora, só coisas gatinhas são permitidas por aqui, hããm! Pelo menos por enquanto.. :D

Hoje meu dia começou delicinha! Fui acordada às SETE HORAS em pleno sabadão para ir fazer uma das coisas que maaais amo nesse mundo... tirar sangue! Opa, maravilha! ¬¬ Tive que encher 5 tubinhos para vários exames fofos que o médico careca-e-ruivo-que-tem-tiques me passou. Isso além de já ter feito milhões de exames durante a semana, tendo que faltar três dias da faculdade e prolongar meu fim de semana na casinha (ok, disso eu não reclamo, nem um pouco!)

Ontem fiz contatos interessantes (a Nani saaaabe! hahaha) e vou esperar ansiosamente por essa semana que está chegando, porque o feriado promeeeete! JUCAAA!

O ruim é que vou ficar duas semanas sem vir pra Itu :~ Vou morrer de saudades!

Tá bom por hoje, à noitinha vou ver a Nel e a Trips (que, mesmo sem dar sinal de vida, eu ainda amo!) e vai ser boooooom!

Sem Título

Let Go

I don’t know
What hurts more in me
Is it to know it was all a lie?
Or is it to know that will never be?

You broke my heart
I look at photos and I recall
I believed in your words
And you teared us apart

Please would you leave now?
Let it survive only the laughs
I wanna go back
But you put us so down

My eyes are dry, finally
Now I can sleep
I feel sorry for you
And all the things you put us through

I feel weak though
‘Cause I gave you so much of me
You just didn’t do the same,
I’ll never be this blue again

I’m sorry it ended this way
We had so much to live
I thought you would be always here
But now you gotta be away

Let us live happy without you
We tried to let you know
How much we love you so
Sorry again, but I’m gonna go.


por Mari Bruno

perfeito.

Sobre São Paulo (e as obras)

São Paulo vem me soando estranha
Pesada, desconfortável, empoeirada e barulhenta

É difícil plantar uma arvorezinha por lá
Só algumas, poucas, é que vingam.

Em quase quatro meses, um montão de coisas aconteceu.
Conheci pessoas incrivelmente fofas (e incrivelmente não-fofas também)
Aprendi pra caramba, andei pra caramba, ri pra caramba, senti saudade dos meus pais, dos meus irmãos e dos meus amigos (pra caramba).

Nesses meses que passaram, levei mais rasteiras do que levei em tooodo 2007.
Me decepcionei horrores, me senti feliz, triste, amiga, jornalista, atriz (e sempre, e mais)

É claro que dessa mistura saíram coisas (master) boas. Tem algumas pessoas, cada vez mais especiais e indispensáveis, que me fazem sorrir, todos os dias.
Mas algumas coisas vem acontecendo, e tentam me deixar derrubada
É tudo tão tênue, que até uma grande amizade não consegue resistir a uma aguda maldade que nos cerca, e não cansa de nos rodear, e não pensa em nos deixar em paz.

E é barulho, é cimento, é pó, é o sorriso triunfante na face malvada e maliciosa.

Não se dê por vencido, os nossos sorrisos são puros, e unidos, tem MUITO mais força que o seu.

Tudo vai ficar bem, sua vitória dura somente até acabar aquela obra. Depois, tudo volta a fluir, a colorir, a abrir espaço para a verdade e para São Paulo, como ela realmente é.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Amigo não é aquele...

...que te levanta quando você cai,
mas sim aquele que faz tudo para não te deixa cair.

Ou que, pelo menos, tenta não te deixar cair.
Morre de tentar.



frase clichê,
metáforas clichês...
não importa, vale a intenção.

domingo, 11 de maio de 2008

sobre o dia das mães (e os presentes)

Normalmente, no dia das mães, eu, meu pai e meus irmãos saíamos para comprar umas lembrancinhas pra minha mãe - tudo pa(i)trocinado pelo papaizinho, é claro, já que nós três éramos meras criancinhas pidonas (isso até o ano passado. Ok). Esse ano os filhos propriamente ditos resolveram tomar vergonha na cara e comprar presentes bem gatões pra aquela que tem o abraço mais acolhedor do mundo. Juntamos a graninha, e lá vai a Fernanda sair pela Avenida Paulista atrás dos presentes perfeitos. Nessa me dei conta que o dinheiro que eu tinha pra comprar as coisas seria exatamente o mesmo que eu tinha para almoçar e passar a semana em Sampa. Xi, e agora? Ok, almoço é o de menos... Não? Aiaiai, mas por ela, vale!
Comprei um livro na Fnac (nunca mais compro nada lá, devia ter comprado na Cultura, além de ser muito mais hype :9, eu ainda podia ganhar pontos no meu cartãozinho ¬¬ haha) e um porta retrato LINDO da Imaginarium, que eu sabia que ela amaria. Passei a tarde da 5ª feira juntando as fotos mais lindas nossas pra montar o porta retrato pra ela, esperando que ela gostasse muito :)
Esperamos ansiosos o domingo chegar (com aquele orgulho de 'fui eu que fiz'), e entregamos os presentes agora há pouco, ela (e nós) com lágrimas nos olhos.
A minha mãe, depois de ver os presentes e agradecer por eles, contou que estava triste por uma amiga dela, porque o filho dessa moça (que já estudou comigo) estava usando drogas, das fortes. Eu fiquei com muita pena dessa mulher, mas fiquei também orgulhosa de mim e dos meus irmãos, que estávamos em volta da minha mãe paparicando ela e fazendo do seu dia das mães um dia muito gostoso. Que bom, sabe? Eu não entendo quem consegue fazer aquela que mais te ama no mundo sofrer de propósito. É muito bom ver o sorriso da minha mãe. Ouvir os conselhos dela, dar risada com ela, ver televisão no colo dela... Eu, que fico a semana toda fora (ai...) sei cada vez mais disso. Mãe é tudo de bom (tudo mesmo. Mesmo).
Desejo um dia das mães muito bacana pra todos vocês, e pras mamães de vocês também :D
Te amo mãezinha, você é sempre o meu tudo, sempre a minha motivação e sempre o meu amor maior. Te amo :)

E pra fechar com chave de ouro, olhem isso, amiguinhas!

sexta-feira, 2 de maio de 2008

gente grande!


:D
gente grande Fê e a mais nova gente grande Mari!
parabééééns xuxu!

quinta-feira, 1 de maio de 2008

e eu fico pensando...

sabe aquela musiquinha "se lembra quando a gente, chegou um dia a acreditar..."?
puts, por que é que ela sempre serve pra essas situações?

man! look what you've done...

=/






ontem aconteceu uma daquelas coisas que 'se fosse combinado, não daria certo', sabe?
quando você fala 'já pensou se..?'
e daí, pimba! =O

vai demorar pro coração ficar no sossego de novo?

Hoje é dia...

Constança, meu bem, constança
Constante sempre serei
Constante até a morte
Constante eu morrerei

sexta-feira, 25 de abril de 2008

na Cásper

Sexta-feira
Fim das provas
Eleitora
Amigos
Risadas
Santa Cruz
Cásper
Excluídos {eu e eles}
Interrogações
Mais risadas
PC's
Metrô
Ônibus
Itu
Família
Minha casa
Minha cama

provável itinerário desta sexta. já cheguei até "PC's", mas o resto deve ficar por isso mesmo...