domingo, 30 de dezembro de 2007

Sobre a despedida


Voltando do shopping, à noite, tudo me alertava que finalmente a ficha tinha caído: ela tava indo embora. O choro dela ao se despedir me derrubou por fazer perceber que não ia mais vê-la todos os dias, mas me engrandeceu por uma pessoa tão bacana como ela me considerar tanto assim.

No outro dia de manhã, chega a outra triste amiga-anjo em casa e então partimos pro aeroporto, nervosas, esperando que ela gostasse da surpresa.

Chegando lá, a gente a encontra e ela nos recebe com um sorriso triste... E o tempo tão chato decide acelerar os minutos, pra que 'ela' chegue e nos enfrente: a despedida.

Entender que ela vai embora é estranho. Parecia que nós estávamos vendo ela ir viajar, se despedindo do namorado, mas com uma fala do tipo: 'aguenta aí gente, daqui uns 15 dias eu tô de volta!' É, não vai ser assim não.

Daí a gente se abraça, e se abraçando se despede. 'Eu vou sentir saudade', 'se cuida', 'eu te amo amiga' são coisas que a gente não queria ter dito... Daí a gente chora, aquele choro de saudade antecipada, de risada desperdiçada, de bobagens não ditas, de momentos não vividos.

Depois de se despedir dela, a gente dá tchau pro pequeno, com outro nó no coração. Então eles vão embora. No celular chega a mensagem dela: 'Te amo, amiga!' e a gente volta pra casa, meio sem entender o que tinha acontecido. Lá, as duas que ficaram ficam meio.. zonzas. Ouvem: 'Meu! É muito esquisito só vcs duas... São três!', 'Nossa, que coisa tristeee! Fefs e Nani sem Paty'. Oba, só mensagens de apoio... =/

Tooooda vez que eu vejo a foto de nós três nos abraçando na despedida ou qualquer outra foto de nós três juntas em qualquer um dos nossos milhões de momentos eu tenho taanta vontade de chorar! Não, não é exagero... Eu sei que ela não se mudou pra outro mundo, que Brasília nem é tãão longe assim e tal... Mas eu sinto uma saudade tão grande (mesmo só fazendo um dia que ela foi) que é até esquisita.. Parece que a saudade entende que é momento de se mostrar. É que sempre que alguma coisa importante acontece com qualquer uma de nós três a gente se fala, pra contar. E agora eu quero falar com elaaaaa, perguntar tudo, como é, como tá, como foi... Mas, plaft! Não dá..

Tudo isso se resume na coisa que mais me deixa triste: a presença da ausência.

(pra nós três, amiga, o pra sempre é sempre pouco.)

3 comentários:

- Marília ! disse...

aiaiai meninee tiop el fico mt shatiads con eças coizas oks.. tiop..
shoro *888***8 GALOEMS 888*8*88*
Ga te vavoritei la no mel tiop vai la embaisho da pg e tem la; 'AMIGUINIOS'
e ta vose la rere

bgos

Anônimo disse...

Sabe aquela cena que vc nunca vai esquecer? A minha vai ser essa: uma das minhas amigas-irmas vindo na nossa direcao (e o mah correndo pra encontrar com a gente e com o seu pai)! Foi nessa hora que a minha ficha caiu por completo! Parece que qndo eu chegar aí em itu eu vou poder ligar pra vcs duas pra contar como tá aqui em guararapes, e dpois a gente vai combinar de ir aí na sua casa pra fazer trufa...mas, infelizmente, se a gente fosse fazer isso ia faltar uma integrante fundamental! Mas eu sei que mesmo que demore um pouco pra gente fazer isso, nós 3 juntas, a gente ainda vai fazer! E isso é o mais importante: que, como eu já disse, nd no mundo pode distanciar uma amizade tao linda como essa que a gente criou!
Amo vcs duas! e vcs nao sabem o qnto!

;**

Camii disse...

oie...estava passando por alguns blogs até vir parar nesse fofo aquii!

e poxaa...sua Históriame fez chorar acredita?
fazendo com que eu recorde momentos com minhas etenas SMAPS!

adorei bjo*